Atendimento: 9:00-22:00 Seg-Sex
Chame no Whatsapp +55 (66) 9 9931-8338

Cruroplastia

Cruroplastia

O passar dos anos, a perda de peso e condições genéticas podem levar ao acúmulo de gordura e à flacidez da pele entre as coxas. Essa é uma situação bastante desconfortável, pois incomoda para caminhar, vestir uma roupa mais justa e para se sentir bem em frente ao espelho. Uma solução para esses casos é a cirurgia chamada cruroplastia, mais conhecida como lifting de coxas (e até dermolipectomia de coxas ou lifting crural).

A cirurgia remove esse excesso de pele na região e dá um contorno mais natural às pernas. Em alguns casos, se houver excesso de gordura, o procedimento pode ser associado à lipoaspiração.

Como cada caso é um caso, a técnica usada irá depender da quantidade de pele a ser retirada. Em geral, é feito um corte na linha da virilha e outra incisão é feita na parte interna da coxa (a altura desse corte irá depender do grau de correção). A pele é “puxada” para cima e o excesso é retirado. Quanto maior a correção, maior o tamanho da incisão.

Após o procedimento, o cirurgião deverá fechar cuidadosamente os cortes para evitar problemas na cicatrização. Por ser uma região que sofre bastante tensão, as cicatrizes podem sofrer alargamento.

Cuidados após o lifting de coxas

Em alguns casos a cicatriz pode ir da virilha até a região do joelho, por isso é bastante importante tomar cuidados com o pós-operatório e garantir um bom resultado. O uso de malha elástica é fundamental para ajudar na recuperação do tecido e diminuir o edema.

Eu costumo dizer que o período de recuperação é tão importante quanto a própria cirurgia para garantir um bom resultado.

Quem tem interesse em realizar a Cruroplastia deve procurar o máximo de informações possíveis para saber tudo pelo que passará antes e depois da cirurgia. Trazemos aqui já algumas informações importantes:

 

Duas semanas antes
  • Parar de tomar medicamentos em uso a base de ácido acetil-salicílico (AAS, Aspirina®, Melhoral®, Bufferin®, Doril®, etc), antiinflamatórios (Cataflan®, Voltaren®, Dorflex®, Tilatil®, Diclofenacos, etc), medicações com efeito anticoagulante, remédios ou fórmulas para emagrecer;
  • Suspender consumo de cigarro, álcool, bem como qualquer outro tipo de droga, mantendo a suspensão por mais três semanas após a cirurgia;
  • Estabelecer uma dieta rica em fibras e água
O dia da cirurgia
  • Não tomar bebidas alcoólicas e nem fazer refeições exageradas antes da cirurgia;
  • O jejum absoluto começa 8 horas antes da cirurgia;
  • As mulheres não devem usar maquiagem ou esmalte (esmaltes claros podem ser usados)
  •  Na alta é necessário ter um acompanhante
Depois da cirurgia
  • Fazer refeições leves, de fácil digestão e com boa base de proteínas;
  • Manter a área operada limpa e seca e não mexer nas fitas;
  • O primeiro retorno com o médico é feito em sete dias para retirada de pontos e troca de fitas, bem como avaliar a evolução da cirurgia e dar orientações;
  • O segundo retorno é feito em duas semanas para a retirada das fitas restantes. Depois serão feitos retornos periódicos;
  • Não forçar, apoiar, deitar ou sentar sobre o local da cirurgia por três semanas;
  • Usar a malha elástica cirúrgica e evitar banhos quentes por um mês;
  • Não fazer exercícios ou atividades físicas que forcem a região por até três meses, bem como evitar o sol, pois ele pode manchar a cicatriz das suas coxas.

Como cada caso é um caso, pode haver algumas diferenças nas orientações acima. O importante é tirar todas as suas dúvidas com seu médico e se preparar da melhor maneira possível para sucesso da sua cirurgia.